FANDOM


O Mal Eterno é a decíma edição de Vidro (Comics).

SinopseEditar

A cada segundo que chega ao passado, um soldado nasce e uma esperança morre. As trevas viscejam nos corações. O destino da humanidade é selado pelos momentos que passam. O principio do desfecho começou. 

HistóriaEditar

É difícil viver na áfrica. Foi um povo que sempre admirei quando comecei meu aprendizado de história mundial. Suas construções e cresças estão sendo manchados. Por invasores que vêm de sua própria terra. Uniformes civis e roupas mal cuidados se tornam os reis dessa paisagem prestes a sucumbir à obscuridade dos meus inimigos. Pedras podem ser ouvidas com seu grito silencioso. Vermelho é a água derramada sob o solo.

Marcas de sangue forçam seu caminho sobre a multidão enfurecido. Respirar torna – se o maior sacrifício dessa criança. A cesta de frutas que batalhou para conseguir já se perdeu de suas mãos dentre este banho sangrento. Permanecer em movimento é sufocante em seus olhos, ela não pode mais.  Repousar é o que resta para seu corpo até sua morte inevitável e terrível.

Gotas descem de sua carne torturada como se fosse uma chuva.  A queda finalmente vai ao chamado dessa garota. O seu único consolo era saber que a morte já estava chegando e que o desfecho disso seria rápido.  As sensações e toda dor vem para mim e seu desespero é o resto de sua humanidade anulada. Nem essa menina foi poupada, o descanso foi à traição da esperança passando por ela.

A pureza da infância em vão. Arrancando dessa menina que nunca mais poderá ter o prazer de andar como antes. Seus olhos de âmbar esqueceram toda a inocência que uma vez residiu neles. O olhar enegrecido disparou gargalhadas juntas ao vento, indicando que a iniciação tinha sido feita com sucesso. O reerguer de suas pegadas demonstrava o fim da humanidade se unificando em um único grito de guerra.

Um cadáver, um alvo da traição sofrida da esperança. Uma bala alcança voo que nunca vai terminar. O planto é um sussurro de agonia que nada irá mudar este desfecho.  O medo pode ser cheirado por eles e os sentimentos não passam de incentivos para a divisão que se segue para eles.  Capturar o ar é o alvo desses sobreviventes fadigadas e sem rumo na clareza que se extingue ao seu redor.

Sugado as fontes são. Vazias de luz perante essas ruas desertas que os rodeiam.  Fugindo de algo que não aceita a fuga. A derrota tem ciência deles, o cessar já assobia no lado desses seres desesperados. A verdade caiu sobre eles, o beco sem saída que é essa situação se revelou para os dois.  Lábios movidos pelo amor de um pai tentam negociar contra a criatura intangível que reside em sua frente.

Pai: Eu sou policial, vão pagar boa grana por mim. Leve a mim, deixe meu filho.

Amor, um sentimento que pode ser utilizado. Uma sensação que não passa de uma mensagem traída agora. Confiança foi o que jogou seu corpo para baixo e devorou toda sua carne perante a luminosidade desse luar. Estrelas são os ouvintes de sua gritaria finita. Pele foi solta em sua volta, o consolo não mudará a dor que ele guardará para sempre em seu túmulo.  O ator de tudo isso ria enquanto a luz final abandonava os olhos de seu pai pela eternidade. 

Fogo é o topo dessa pirâmide. Chamas é o elemento mais próximo do céu agora. Projeteis metálicos criam o tapete vermelho das ruas.  Mortalidade era a atração principal e cadáveres andavam sobre ele. Sangue de mortos sendo pisados pelos vivos que ainda podem lutar. Ignorada é a morte que reina superiormente para cada um dos participantes dessa guerra caótica.

Prédios caído, civis batalhando para esconder sua existência por mais algumas horas.  Desespero era dono dessas famílias viúvas. Desesperança move a mira dessas armas mortais. O sonho do amanha os abandonou minutos atrás.  Uma colisão estava marcada para ocorrer e carne era condenada a cair nos dois lados. O embate não terá vencedores, a derrota está aguardando á todos.

Balas se enchem de vermelho. Sangue tomba nas ruínas moradoras desse solo manchado. Quedas apagadas do curso desse conflito continuam. Nem á chuva é habilidosa o suficiente para retirar o sangrento que foi derramado. Eles desejavam está com os derrotados, seres almejavam está longe disto. Do solo destruído surgiu a destruição que iria cessar as sombras dessa batalha.

Agonia é o fantasma que os assombra.  Sofrimento nem aparece em suas faces. Felicidade em suas expressões mostra a realidade que acontece. Não existe necessidade de falar. O desejo deles foi alcançado e a morte poderá triunfa perante seus sentidos. A escuridão invade seus membros e longos períodos de calada começam. Uma frase é capaz de quebrar tudo e retirar a pouca ordem que restava.

A fumaça que originou essa cadeira de eventos apresentava sua forma humana para os cegos seguidores que reuniu. O poder tirou os requisitos do que foram homens e mulheres dessa cidade. Os olhos não eram mais como se lembravam, a falta de cor era a representação das trevas infinitas que assumiam seu lugar. Os nomes esquecidos não eram relevantes para a nova sociedade que queriam criar. Inomináveis havia em pé nesse local.

Inomináveis: Guerra!

Um grupo foi criado em Gotham. Exércitos nasceram pelo mundo. O Objetivo era o mesmo.

Fim da visão

Tenho meu próprio toro pessoal. Narinas feridas por cortes que simbolizam a dor de outros. Vermelho derrama sob os corredores que aqui possui. Cicatrizes ardentes se revelam por fora de minha pele. Não tenho o luxo de expressar o tamanho sofrimento que meus músculos sentem á cada segundo se passa.  Impotente. Sentar no oculto é o direito que sobreviveu aos ataques que se seguem e as luzes que estão sendo cessadas.

O metal repousa tranquilamente em meus dedos. Duas pistolas semi – automáticas. A própria espera é minha tortura interior. Aguardar esse combate era o ato mais lógico que eu poderia executar. Processos de pensamentos são revistos em minha mente e todos tem a mesma conclusão. O disparado é movido por esse raciono e a mira os deixa entre a vida ou o esquecimento do abismo.

Quieto e sereno a situação se desenrola. Imóveis como estatua todos os presentes se encontram. O objetivo deles e o meu é equivalente. Porém, não podemos trabalhar juntos. O Diamante Negro é a chave para o termino indecifrável.  A destruição aflorou sobre esse chão rochoso.  Telas caídas perderam as respostas em palavras agora apagadas.  Os direitos de manter – ló no conceito de existir está seguro em minhas mãos. Um gatilho é a distância entre continuar e cessar eternamente.

Gestos que não podem correr em liberdade. Lábios distorcidos por uma prenuncia que não chega. Lâminas que bloqueiam suas palmas de seguirem o curso. O verde raro que traz determinação consigo.  Os cabelos dourados e vivos muito pouco se misturavam com o ambiente sombrio reinante desse cenário. Palavras acolhedoras são levadas por esses ventos gelados até meus sentidos.

Jessie: Não precisa fazer sozinho isso. Terry. John disse pra gente jogar o Coração das Trevas no Poço dos Pecados e assim ninguém tem que morrer. Precisa cofiar em nós, confiar em mim.

Eu: Suponho que esse Coração seja o Diamante Negro. Obrigado mas, eu trabalho sozinho.

Jessie: Terry, você precisa confiar nas pessoas. Só assim você pode ser salvo.

Eu: Confiança também pode ser mortal, Jessie.

Jessie: Você sente medo. Você precisa viver e abandonar essa solidão corrupta.

O debate nunca terá um vencedor oficial. Barulhos de frases dolorosas caiem sobre a boca de John. Ele descreve o lugar que eu menos queria ser lembrado nesse momento. Saliva tombada sobre sua língua seca. Eric não entende, para ele é somente mais uma futura cena de ação em seu currículo. Mas, nós dois compreendemos a gravidade de cada silaba solta dentre os muros desta toca escura. Eles estão se reunindo ele diz, no local onde tudo realmente iniciou. O pouco que minha reação demonstrou escapou em um nome dito fracamente e baixamente.

Eu: Supéria.

A jornada tem seus movimentos finais. Suspense invade nossos membros. A realidade bate dura em nossa carne.  Minha melhor amiga foi a luz dourada do par de Espadas Superiores que trouxe e ao mesmo instante o fim desse ciclo vicioso da vida. Sombras obscuras eram a mensagem verdadeiramente trazida. Traição.

PersonagensEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória